(48) 3222-2580

Acervo do centro de memória do Instituto Carl Hoepcke se mantem em crescimento constante

Instituto Carl Hoepcke esta preparando mais um grande fichário com dados trabalhistas de antigos empregados das empresas Hoepcke; Os documentos estão passando por processamento técnico e ao final serão incorporados ao acervo do Centro de Memória que a Instituição mantém.

foto-2

O processamento técnico realizado por funcionários do Instituto Carl Hoepcke consiste em intensa atividade na sala de higienização, removendo mecanicamente sujidades, grampos, fitas e quaisquer outros materiais que posam interferir na preservação e segurança desse material. É realizada uma indexação sucinta dos registros, o que possibilitará para o futuro, uma rápida recuperação da informação. Concluída essa etapa os documentos serão transferidos para a sala de acervos, onde serão mantidos em arquivos deslizantes com controle de temperatura e umidade, garantindo assim sua maior estabilidade e consequente longevidade.

foto-3

Ainda não há um numero exato de nomes, época e região geográfica que abrangem. Como a documentação estava dispersa, há mistura de datas e empresas, etc …mas o inicio do manuseio permite vislumbrar um importante fundo documental,  fonte de pesquisa para os estudiosos. Os documentos são remanescentes da fabrica de pregos, frigorifico, matriz, filiais, etc. Enfim, são muitos documentos que possibilitam subsidiar pesquisas multidisciplinares e assim ajudar a entender não só o desenvolvimento de um grupo empresarial, mas muito além disso, podem ajudar a entender o desenvolvimento humano, trabalhista, comercial e industrial, não só de Florianópolis, mas também de várias outras cidades como Laguna, Criciúma, Tubarão, Blumenau, Joinville, Lages, São Miguel do Oeste, Curitiba, São Paulo, etc., onde a empresa Hoepcke possuía filiais e colaborou para o desenvolvimento dessas regiões.foto-1

Centro Cultural Casa de São Pedro

O Centro Cultural Casa de São Pedro

Localizado no município de São Pedro de Alcântara, região da Grande Florianópolis, foi inaugurado e aberto ao público em 07 de junho de 2014, para comemorar os primeiros 10 anos de existência do Instituto Carl Hoepcke.

A implantação do centro cultural é um trabalho contínuo que necessita e conta com o apoio essencial da comunidade Alcantarense e dos municípios vizinhos que possuem em comum a história da imigração alemã.

 O imóvel foi adquirido em outubro de 2006 com o objetivo de preservar a significativa construção e criar uma extensão do Instituto Carl Hoepcke na primeira colônia de alemães do Estado de Santa Catarina, exatamente onde o patrono do ICH, encontrou sua segunda esposa, Anna Haendchen.

A casa está aberta à comunidade que pode usá-la para as atividades que tenham como fundo ou objetivo o fazer cultural. Assim, paulatinamente e juntos, com o passar do tempo, o ICH e a comunidade de São Pedro de Alcântara, em parceria com os municípios vizinhos, construirão um Centro Cultural dinâmico e ativo, presente na vida da comunidade regional.

As mais tradicionais e diversificadas atividades relacionadas ao saber fazer encontrarão aqui um abrigo e ponto de difusão, estimulando os detentores dos saberes para que os registrem e divulguem, estabelecendo ações afirmativas do patrimônio cultural.

Mais do que manter objetos e informações inertes em um museu, queremos estimular as novas gerações na interação com estes saberes, efetivando a preservação e manutenção da identidade cultural teuto catarinense de nossa região, que possui características próprias e particulares.

DSCN2739DSCN2743 DSCN2933 DSCN2937

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A casa e a família que a ocupou

 A casa é possivelmente uma construção da transição dos séculos XIX para XX e teve em seu tempo, uso misto: armazém e residência da família.

A família Schweitzer, original proprietária da casa, tem origem em Heinrich Schweitzer, nascido na Alemanha, vale do Mosela, no planalto do Hunsrück, Estado da Renânia.

Ele chegou à então cidade de Desterro em 12 de novembro de 1828 e se instalou em São Pedro de Alcântara em 23 de julho de 1829. Heinrich casou-se ainda na Alemanha com Margaretha Braunn e emigraram para o Brasil com duas filhas: Katharina e Elizabetha.

Como informam alguns familiares, a casa deve ter sido construída por Matias Schweitzer, neto do imigrante. Matias nasceu em 1868 e faleceu em 1936. Era casado com Margarida Ludwig, nascida em 1861 e tiveram os seguintes filhos: Marcolino, Emília, Filomena, Laura, José, Maria, Paulino e Rafael.

A propriedade possuía engenho de serra, engenho de farinha de mandioca, melado e açúcar mascavo, alambique, picador de lenha e até uma olaria para fabricar tijolos e telhas.

Por ocasião da passagem das tropas de Getúlio Vargas por esses lados, na revolução de 1930, combustíveis como óleo diesel e querosene foram estocados no porão da casa. Naquela ocasião, assustados, os colonos largaram tudo e se esconderam em ranchos improvisados, no interior das matas.

Entre 1952 e 1953 foi inaugurada uma fonte de energia elétrica para abastecer a casa, aproveitando a pequena correnteza do rio Maruí. Uma roda de água, e mais tarde uma turbina, acionavam um alternador ou dínamo, que produzia a corrente elétrica.

Com a energia elétrica foi possível instalar um rádio, novidade suficiente para reunir, quase todas as noites de 20 a 30 vizinhos que se juntavam para ouvir os programas da época.

 

Uma construção peculiar

 A casa traz elementos que remetem a um universo multicultural, com influencias distintas, de origem difusa e ainda desconhecida.

Inserida no conjunto das construções do mesmo período na grande Florianópolis, esta casa se destaca pela profusão e a diversidade de elementos ornamentais e no uso concomitante de múltiplas cores.

Paradoxalmente, o uso desse excesso ornamental é acompanhado de técnicas construtivas bastantes rudimentares, seja na ordem estrutural da edificação onde os pilares estão assentados em pedras naturais praticamente na superfície do solo, seja na elaboração dos acabamentos como o assoalho, onde as tábuas foram colocadas de forma rudimentar.

A Casa de São Pedro, sua peculiar construção e instigante ornamentação, é um universo a ser explorado, aguardando interpretações e estudos, para os quais o Instituto Carl Hoepcke está aberto, estimula e fica à disposição dos interessados para colaborar.

DSCN2842 DSCN2825 DSCN2801

 

Visitas devem ser agendadas com a Secretaria de Turismo e Cultura do Município. (48)3277-0151

Google Maps: https://goo.gl/maps/we9GZks7QRn

Semana da Língua Alemã

Alemanha na sua Vida                                                       15247527-STANDARD

No começo do século XIX os primeiros imigrantes da Alemanha vieram para Brasil em busca de uma vida nova. Trouxeram seus costumes e sua língua, que até hoje influenciam a identidade cultural de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

De 23 a 29 de abril acontecerá em todo o Brasil a semana da língua alemã. Durante essa semana varias instituições da Suíça, Áustria e Alemanha ligadas à cultura e língua alemãs realizarão eventos, como palestras, mostras de filmes, exposições, etc., para apoiar o interesse pelo idioma.

“Ich spreche Deutsch” é uma campanha do Consulado Geral da República Federal da Alemanha em Porto Alegre e da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha Santa Catarina. Existem, atualmente, 135 mil pessoas estudando a língua alemã no Brasil, um número pequeno para as infinitas possibilidades que a Alemanha tem a oferecer. Essa campanha parte do princípio que a língua alemã é uma poderosa ferramenta para o sucesso acadêmico e profissional.

O Instituto Carl Hoepcke atendendo a uma solicitação do Consulado Geral da Alemanha se integra ao programa e com as demais instituições realiza de 25 a 29 de abril a “Semana da Língua Alemã”.

Nesse período nossas atividades se concentrarão no Centro Cultural Ruth Hoepcke da Silva em Florianópolis e no Centro Cultural Casa de São Pedro na cidade vizinha de São Pedro de Alcântara, primeira colônia alemã de Santa Catarina.

037 Fachada ICH _ Tratada 194mb
Sede Florianópolis
DSCN2918 196MB
Sede São Pedro de Alcântara

 

 

 

 

 

 

 

Em Florianópolis a sede do ICH estará aberta à visitação. Os interessados poderão, durante a semana, frequentar as aulas de alemão; visitar a casa onde residiu o casal Aderbal Ramos da Silva e Ruth Hoepcke da Silva; ou fazer uma visita guiada ao Centro de Memória do ICH. As aulas de alemão nos níveis Iniciante, Intermediário, Avançado e Conversação serão abertas gratuitamente ao publico, sendo que as vagas são limitadas à capacidade física da sala e das turmas/horários já em andamento. Todas essas atividades serão oferecidas mediante inscrição e agendamento prévio pelo telefone (48)3222-2580.

Curso Livre de língua Alemã
Sala de aula
GAL_1555596
Sala do Piano
Centro de Memória
Centro de Memória

 

 

Em São Pedro de Alcântara também será franqueada a visitação ao Centro Cultural Casa de São Pedro, sendo que o agendamento deverá ser feito com o Sr. Daniel Silveira no telefone (48)3277-0151.

Dentro da “Semana da Língua Alemã” destacamos o dia 27 (quarta- feira) às 15:30 horas quando haverá a exibição do documentário “Deutschbrasilianer: estrangeiros no próprio país”, realizado pelo jornalista Thales Trench Camargo,  que já viveu interessantes experiências na Alemanha.

Sobre o documentário:

Thales Trench Camargo é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina, sendo que esse documentário é resultado do seu trabalho de conclusão de curso.

O documentário aborda o cotidiano e a vida de quatro catarinenses descendentes de alemães durante o Estado Novo (1937-1945), objetivando reconstituir essa época através da história de vida de teuto-brasileiros. Os entrevistados são de diferentes cidades do estado que vivenciaram histórias curiosas que refletem o impacto da política de nacionalização e da Segunda Guerra Mundial na vida dos catarinenses.

Entrevistados:   Jutta Hagemann – Joinville

Ricardo Gottsmann – Florianópolis

Longino Clasen – São Pedro de Alcântara

Helga Springmann – Florianópolis

Após a apresentação do documentário o Jornalista Thales estará à disposição do publico para uma troca de ideias, inclusive sobre sua estada na Alemanha.

 

 

Instituto Carl Hoepcke é citado no Facebook de Deputado Alemão

Após visita da Comitiva de Deputados da Assembleia Legislativa do  Estado da Baviera – Alemanha, o Deputado Estadual do Partido Verde (BÜNDNIS 90/DIE GRÜNEN) Sr. Jürgen Mistol registrou o evento em sua página pessoal no Facebook.

BAVIERA

Em sua foto acompanhado da Presidente do ICH, Sra. Annita Hoepcke da Silva, o Deputado relata que grande parcela da população do Estado de Santa Catarina é de descendentes de alemães, e que o Instituto Carl Hoepcke, o qual visitou, é uma das instituições que cuidam da história da imigração alemã!

 

Inauguração Deutsches Haus e 8º Aniversário AHK Santa Catarina

A Deutsches Haus tem novo endereço em Blumenau: Rua Alwim Schrader, 1.  Reunindo a sede da Câmara de Comércio e Indústria Brasil Alemanha de Santa Catarina, o Consulado Honorário da Alemanha em Blumenau, a nova sede é mais ampla e confortável que a anterior, que foi muito útil durante praticamente oito anos.

12232883_800485910062764_7191346496191746992_o

Inaugurando o espaço, simbolicamente cortando a fita inaugural o Dr. Stefan Traumann, Markus Blumenschein, Hans Dieter Didjurgeit e o Sr. Thomas Timm, vice-presidente executivo da AHK São Paulo.

11052001_800485806729441_2801286310193119646_o 12244672_800485726729449_2897171872426914191_o 12273573_800485800062775_1435856796707252013_o

12239227_800484643396224_2660029793238601281_o 12240261_800484430062912_7926157576521708203_o 12265614_800484486729573_710490002891567750_o                   Fotos: Daniel Zimmermann

“Recepção de Negócios” AHK _ Goethe Institut

A Câmara de Comércio Brasil Alemanha de Santa Catarina em parceria com o Goethe Institut realizou uma reunião entre os Institutos Federais de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, com vistas a oferecer melhores condições de ensino/aprendizagem da língua alemã, atendendo as diferentes demandas econômicas e a necessidade do mercado por profissionais capacitados.

O Instituto Carl Hoepcke esteve presente através de seu Diretor Superintendente Max José Müller.

inauguracao_ahk_santa_catarina_blumenau_credito_danielzimmermann_1

Destacamos a presença do Dr. Stefan Traumann – Cônsul Geral da Alemanha; Dr. Markus Blumenschein – Presidente da AHK, e Dr. Hans Prayon.

inauguracao_ahk_santa_catarina_blumenau_credito_danielzimmermann_2

Representando o Goethe Institut esteve presente o Sr. Adrian Kissmann.

inauguracao_ahk_santa_catarina_blumenau_credito_danielzimmermann_3

Fotos: Daniel Zimmermann

Visita da Comissão para Assuntos Federais e da Europa e Relações Regionais da Assembleia Legislativa do Estado da Baviera.

  1. Os Deputados da Assembleia Legislativa do  Estado da Baviera estiveram em Santa Catarina, acompanhados pelo Cônsul Geral da Alemanha Dr. Stefan Traumann, quando visitaram o Instituto Carl Hoepcke nesse dia 14 de novembro. DSCN7843 Visita Comissão Baviera web DSCN7857 web DSCN7903 webA visita teve como propósito estreitar os laços Brasil-Alemanha nos mais variados campos de interesse comum.

FALE CONOSCO

Nome
E-mail
Mensagem

LOCALIZAÇÃO