(48) 3222-2580

Artigos da categoria

Semana da língua alemã

Semana da língua alemã

Partindo da ideia de que uma língua abre portas para entender melhor a cultura de outros países, as Embaixadas da Alemanha, Áustria, Bélgica, Luxemburgo e Suíça – em cooperação com seus consulados e parceiros culturais no Brasil – realizam entre os dias 05 e 14 de abril a quarta edição da Semana da Língua Alemã.

O Instituto Carl Hoepcke na qualidade de instituição parceira abre no período de 8 a 15 de abril o Centro Cultural Ruth Hoepcke da Silvaaos interessados para as seguintes atividades:

– dias 8, 9, 10, 11 e 15 aulas experimentais, abertas;

– dia 08 às 18:30 horas leitura da obra“Theater”, pelo autor, o escritor Luxemburguês Guy Helminger. Nos seus escritos, o autor atravessa as linhas da ficção e da realidade e trata, entre outros, da migração e da identidade. Depois haverá uma rodada de perguntas e discussões sobre a sua literatura e outros tópicos.

– dia 11 às 18:30 horas, projeção do filme alemão “Oh Boy”do Diretor Jan OleGerster. “Oh Boy” é o relato de um jovem que zomba de si mesmo e da cidade em que ele mora – Berlim. Numa forte estética preto e branco, “Oh Boy” oscila entre melancolia e humor e descreve a busca do seu protagonista por seu lugar no mundo, no qual na verdade tudo é possível.

Durante esses dias haverá uma exposição sobre ditados alemães, onde os alunos irão fazer o desenho de um ditado popular que vai ser exposto na recepção do Centro de Memória; um texto sobre o desenvolvimento da língua alemã; além de poesias e música ambiente.

Garanta sua participação nos eventos, de forma gratuita, reservando previamente por meio do telefone (48)3222-2580 com Inês.

190 anos de Imigração Alemã em Santa Catarina

A Prefeitura Municipal de São Pedro de Alcântara, por meio da Comissão Organizadora dos Festejos dos 190 anos da Imigração Alemã em Santa Catarina, completados no dia primeiro de março, realizou uma homenagem à famílias, pessoas e instituições, que foram consideradas importantes no contexto da história de São Pedro de Alcântara.

Na ocasião o Instituto Carl Hoepcke recebeu a “Comenda Comemorativa aos 190 anos de Imigração Alemã em Santa Catarina”.

Annita Hoepcke da Silva, Presidente do Instituto Carl Hoepcke, recebendo a comenda das mãos dos Srs. Thomas Schmitt, Cônsul Geral da Alemanha e Sr. Ernei Stähelin, Prefeito de São Pedro de Alcântara.

Realizado no Salão de Eventos da Igreja Matriz de São Pedro de Alcântara, o festejo contou com a presença de convidados, homenageados e autoridades, como o Cônsul Geral da Alemanha, Dr. Thomas Schmitt.

190 anos da chegada dos primeiros imigrantes alemães a Santa Catarina

 

Essa história começa em 7 e 12  de novembro de 1828 quando chegaram ao porto de Desterro os navios Luiza e Marquês de Vianna trazendo a bordo os pioneiros imigrantes alemães. Muitos se radicaram na então Desterro, consolidando a presença alemã na Capital do hoje Estado de Santa Catarina. Outros, após meses de espera na Capital, seguiram para o continente onde inauguraram a primeira colonia alemã em Santa Catarina.

A Colônia de São Pedro de Alcântara foi fundada em primeiro de março de 1829, por determinação do governo Imperial. Situada às margens do rio Maruim, o estabelecimento da colônia tinha, entre outros, o objetivo de ocupar o caminho que ligava Desterro à Vila de Lages, no Planalto Serrano, região onde ocorria o comércio de gado. Este caminho a ser consolidado com o estabelecimento de povoações em seu percurso, seria capaz de oferecer suporte àqueles que nele necessitassem trafegar e afastaria o “perigo” representado pelos índios que habitavam toda essa região.

Para prestigiar o “berço” dos núcleos coloniais, o Instituto Carl Hoepcke mantém naquele município o Centro Cultural Casa de São Pedro, que em parceria com a Prefeitura desenvolve atividades de interesse local.

 

Para maiores informações sobre o Centro Cultural Casa de São Pedro, acesse o link abaixo:

Centro Cultural Casa de São Pedro

 

 

Embaixador e Cônsul Geral da Alemanha Visitam o ICH

O Instituto Carl Hoepcke recebeu hoje a visita de cortesia do Embaixador da República Federal da Alemanha, Dr George Witschel, acompanhado do Cônsul Geral Dr. Thomas Schmitt e do Adido da embaixada alemã Dr. Patrick Trotz.

Dentre os assuntos tratados a realização  no segundo semestre do corrente ano do V simpósio sobre imigração e cultura alemãs.
O simpósio estará centrado nos 190 anos da imigração alemã em Santa Catarina, mas tratará também dos 500 anos da Reforma e dos 100 anos do final da primeira guerra Mundial.

Projeto “História Repatriada” na Globonews

O programa Via Brasil apresentado por Luiza Zveiter no canal Globonews , mostrou nesse dia 24 de novembro, reportagem sobre o projeto “História Repatriada”, dando ênfase para a relevância da descoberta da documentação em questão.

A documentação encontrada, levanta novas percepções e discussões que vão além da questão humanitária de ajuda ao alemães do sul do Brasil no período da II Guerra Mundial.

A pesquisa ainda vai percorrer caminhos nas áreas da história, da diplomacia, entre outras que os historiadores terão  possibilidade de descobrir no decorrer da análise de toda essa documentação inédita!

 

Visita Cônsul Geral da República da Alemanha

O Instituto Carl Hoepcke recebeu a visita do Dr. Thomas Schmitt, Cônsul Geral da República Federal da Alemanha.  O Dr. Thomas Schmitt, assumiu recentemente o Consulado Geral em Porto Alegre que é a representação oficial da República Federal da Alemanha com competência para os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Anteriormente o Dr. Schmitt servia na qualidade de Ministro na Embaixada da Alemanha, em Lima, no Peru, desde 2015.

Vista UNIFEBE / Villa Renaux

Estiveram em visita ao Instituto Carl Hoepcke  as professoras Rosemari Glatz, assessora de Gestão da Unifebe, acompanhada da historiadora Edineia Pereira e da arquiteta Rosália Wal.

O grupo procedente de Brusque está fazendo um circuito em Florianópolis para conhecer espaços culturais, na expectativa de encontrar soluções a serem aplicadas na “Villa Renaux”, mansão construída na década de 30 em Brusque para a residência do Cônsul Carlos Renaux.

A Professora, Doutora Maria Luiza Renaux, bisneta do Consul e sócia do Instituto Carl Hoepcke vinha desenvolvendo esse trabalho, mas a morte prematura da historiadora impediu a sua continuidade, agora retomada por familiares de Maria Luiza em convenio com a UNIFEBE

FALE CONOSCO

Nome
E-mail
Mensagem

LOCALIZAÇÃO